Brevet 200, 300 e Desafio 110 – 07/08/21 – Botucatu – Informações adicionais sobre os percursos

Caros Randonneurs,

Trazemos neste post algumas informações relevantes, levantadas durante a realização do brevet do organizador, ocorrida em 31/07/21.

Neste final de semana, os organizadores enfrentaram temperaturas que variaram de 3C na largada, a 18C em alguns trechos durante a tarde. Os ventos sopraram, na maior parte do tempo SE (Sudeste), variando entre 20km/h a rajadas de até 40km/h. Um dia duro e que exigiu muita estratégia para os que completaram os eventos com sucesso.

Para o dia 07/08/21, o site WINDY (www.windy.com) nos mostra previsão de 13C na largada, variando ate 24C durante o dia, com predominância de ventos E (leste) e NE (nordeste), variando de 5km/h a rajadas de 18km/h. Não há previsão de chuvas. Estejam preparados para o clima frio!

Reforçamos mais uma vez que, por conta dos protocolos sanitários de combate à pandemia de COVID19, não realizaremos o briefing da largada. A largada de cada randonneur será liberada logo após a vistoria, retirada do passaporte e passagem pela mesa de controle. Esteja pronto para partir logo após este momento. Este será o seu horário oficial de largada. Fique atento!

Para estacionamento no local da largada, o randonneur deverá procurar por vagas em seu entorno. Fiquem atentos pois o estacionamento nos bolsões da catedral é permitido somente até às 23 horas.

Quanto aos trajetos, o primeiro trecho, de Botucatu até o PC1 (Tirolesa do Gigante) para os BRMs 200 e 300, e até a Praça da Igreja de Pardinho para o Desafio 110, salientamos a sujeira acumulada nos acostamentos da Rodovia Mal. Rondon, principalmente nas entradas e saídas de veículos. Atenção a pequenos volumes de areia e pedrisco que se acumulam ao longo da via. Já nas Rodovias João Bruder Greguer e Constantino Pauletti, a atenção fica por conta da altimetria. Boa parte da altimetria acumulada está neste trecho. Para qualquer necessidade de abastecimento, recomendamos a Panificadora A Favorita, na cidade de Pardinho, com 28 quilômetros pedalados no sentido de ida para os BRMs 200/300 e Desafio 110, e 41 quilômetros pedalados para o sentido de volta dos BRMs 200/300. Este ponto encontra-se indicado no mapa de rota. Ao chegar em seu PC, não se esqueça de realizar seu registro através de foto no local (incluindo o randonneur e o local), que deverá ser apresentada no momento de sua chegada.

O segundo trecho dos trajetos, dos respectivos PCs1 (Tirolesa do Gigante/Praça da Igreja de Pardinho) até o PC2 (Carrero Restaurante e Lanchonete), além do possível abastecimento na Panificadora A Favorita, já citada acima, temos também como possível ponto de abastecimento o Posto Pontal da Serra, no trevo de acesso à Rodovia Mal. Rondon, com 58,4 quilômetros pedalados para os BRMs 200/300 e 45,8 para o Desafio 110. Nos demais 35 quilômetros que serão rodados na Rondon até o PC2, existem diversos postos e restaurantes, além dos Serviços de Atendimento ao Usuário (SAU) que podem ser utilizados. Salientamos novamente a sujeira acumulada em todo o trecho da Rodovia Mal. Rondon, bem como a necessidade de muita atenção aos acessos de veículos, entrando ou saindo da rodovia em alta velocidade. Sempre cruze estes acessos na diagonal! O PC2 possui uma excelente infraestrutura para abastecimento e de banheiros. Não esqueça de fazer o seu registro de passagem, atraves de foto ou comprovante fiscal.

Para o terceiro trecho do Desafio 110, do PC2 até a Chegada no Hotel Excellence, valem as mesmas observações sobre sujeira, possíveis pontos de abastecimento e a atenção aos acessos de veículos à Rodovia. Ao chegar ao trevo de Botucatu, o randonneur acessará a saída 249B e seguirá mais alguns quilômetros até o PC3 final.

Para o terceiro trecho dos BRMs 200 e 300, do PC2 até o PC3 (Posto Rodoserv Star), valem novamente as observações feitas acima com relação a sujeira acumulada em todo o trecho da Rodovia Mal. Rondon, bem como a necessidade de muita atenção aos acessos de veículos, entrando ou saindo da rodovia em alta velocidade. Após acessar à Rodovia João Hipólito Martins (Castelinho), o randonneur encontra uma altimetria mais moderada, em um asfalto mais limpo e de melhor qualidade. Para este trecho a organização manterá um carro de apoio no Posto Castelinho, km 125,8 dos Brevets, onde o randonneur poderá se servir de água e isotônico. O posto possui boa infraestrutura para alimentação, abastecimento e bons banheiros. A parada neste ponto NÃO É OBRIGATORIA, bem como não há a necessidade de qualquer registro de passagem. Será somente uma opção de apoio disponibilizada pela organização, devido às dificuldades decorrentes do frio e fortes ventos enfrentados pelos organizadores que pedalaram o brevet do organizador de 31/07/21. O Posto Castelinho está indicado tanto no mapa do trajeto como também na planilha de rota. Ao final da Rodovia João Hipólito Martins, o randonneur já acessa a Rodovia Castelo Branco através da saída 1B, que dará acesso ao pedágio do km 209, e em seguida à descida da Serra de Botucatu. A descida da Serra requer extrema atenção devido às altas velocidades atingidas e também a trecho de obras na faixa esquerda de rolagem, que encontra-se interditada, com apenas a faixa da direita e acostamento liberados. Muita atenção!!! No meio da descida da serra (km 204) existe também o famoso estreitamento do acostamento. Reduza a velocidade e redobre a atenção! Alguns quilôletros após o termino da descida da serra, o randonneur já acessa o PC3 (Rodoserv Star), no km 191 da Rodovia Castelo Branco, com 164 quilômetros pedalados, com excelente estrutura para abastecimento, refeições e banheiros. Não esqueça de fazer o seu registro de passagem, atraves de foto ou comprovante fiscal. A partir deste PC, os randonneurs inscritos no BRM 200 já iniciam seu retorno à Botucatu PC4 (Chegada – Hotel Excellence). Os randonneurs inscritos no BRM 300 seguem na rodovia Castelo Branco até o PC4 (Posto Castelo 143) no km 143 da Rodovia Castelo Branco, com 213 quilômetros pedalados, ponto de retorno do trajeto.

Os dois trechos seguintes do BRM 300, do PC 3 (Rodoserv Star) ao PC4 (Posto Castelo 143), e do PC4 (Posto Castelo 143) ao PC5 (Rodoserv Star, mesmo local do PC3) não possuem pontos de atenção no decorrer do trajeto na estrada. O ponto de atenção importante é o fato de que o PC4, apesar do nome “Castelo 143” estar realacionado à placa de quilometragem da Rodovia Castelo Branco, o mesmo fica situado na Rodovia Mario Batista Mori, SP-141, como pode ser visto na figura abaixo. Muita atenção!

Acesso Posto Castelo 143, Rodovia Mario Batista Mori

Vale somente ressaltar que a grande maioria dos randonneurs pedalarão estes e os demais trechos durante a noite. Não se esqueça de ligar a iluminação e se preparar para as baixas temperaturas a partir do PC3.

Para o trecho final do BRM 300, do PC5 (Rodoserv Star, mesmo local do PC3) até a Chegada no Hotel Excellence, em Botucatu, o randonneur realizará a subida da Serra de Botucatu, com seus 8 quilômetros de extensão. Mantenha-se sempre no acostamento! Finalizando a subida da Serra, após passar pelo pedágio, encontra-se o acesso à SP-209, com seus 20 quilômetros finais. Neste trecho, está ocorrendo o recapeamento da pista de rolagem, podendo ocorrer estreitamento ou interdição das faixas. Fique atento!

Após passar pela rotatoria de acesso à Rodovia Mal. Rondon, permanecendo na Rodovia João Hipólito Martins, o randonneur acessará a avenida principal de Botucatu, que dará acesso à Chegada no Hotel Excellence, com 306 quilômetros pedalados.

Não deixem de planejar sua prova!

Nos vemos em Botucatu!

Audax Randonneurs São Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s